fbpx

NOSSO BLOG

Gestão FINANCEIRA para ODONTOLOGIA

A gestão financeira de uma clínica odontológica é tão importante quanto à qualidade do seu atendimento e serviços.

Como ter uma boa gestão financeira

Saber administrar recursos é difícil e deve existir em qualquer negócio essa boa gestão. Independentemente da área, verificar o fluxo de caixa, o faturamento, custos e gastos deve ser uma atividade constante.

Quando o dono da clínica se atenta a esses requisitos, é possível, mesmo sem o aumento do faturamento, crescer os lucros, com os serviços já prestados e para a mesma cartela de pacientes.

Veja a seguir alguns benefícios da gestão financeira correta:

Previsibilidade financeira

É comum a oscilação de demanda no ramo odontológico. Isso acontece porque muitos pacientes só resolvem procurar o dentista quando seus problemas dentários começam a incomodar de fato.

Gerenciando de forma correta as finanças da clínica, apesar dessas mudanças de movimento, é possível criar projeção para estimar os lucros que serão obtidos no mês seguinte.

Isso poderá ser possível, tendo em mente conceitos como:

  • Custo fixo: são os gastos fixos da clínica, independentemente da quantidade de pacientes atendidos. Como: aluguel, salários dos dentistas, água e impostos;
  • Custo variável: valores gastos com materiais, equipamentos que são necessários para realizar algum tipo de tratamento específico.

Mensuração de resultados

Se você acha que a única razão da variabilidade dos seus lucros é a oscilação de pacientes, isso é um indicativo que você não está fazendo uma boa gestão.

Olhando estrategicamente para os números, é possível analisar as razões por trás dos lucros obtidos.

Para isso, é  preciso realizar um balanço e entender quais foram as movimentações de caixa, com custos dentro da clínica. Além de um planejamento de meta, através do acompanhamento de indicadores de resultados como:

  • Relação agendamento e cancelamentos no mês;
  • Aquisição de novos pacientes;
  • Conversão de pacientes;
  • Conversão de valores;
  • Fidelização de pacientes (incidência de realização de tratamentos);
  • cross-sell: paciente opta por realizar mais tratamentos, além dos que escolheu inicialmente;
  • Faturamento,
  • Ticket médio;
  • Mix de produto / produto mais vendido.

Dessa forma, é possível bater as metas, dando atenção às ações essenciais que devem ser executadas.

Gestão de finanças para a expansão da clínica

Conseguindo manter uma boa gestão e organização das suas finanças, é possível já começar em expansão do negócio. No entanto, isso pode ser um pouco mais complexo para os profissionais que ainda são inexperientes no ramo empresarial.

Ainda assim, para aqueles que não se sentem seguros administrando uma clínica sozinho, é possível procurar investir em modelos de franquia de clínicas odontológicas. Dessa forma, você pode, como profissional de odontologia, ter total suporte de pessoas especializadas na área, como em  questões contábeis, de equipe e até mesmo jurídicas.

A Sorrix, por exemplo, possui um centro avançado de treinamento para que todos os empreendedores possam se capacitar.

O que é o ponto chave para um investimento seguro, afinal, é essencial realizar o cálculo da estimativa para atingir o ponto de equilíbrio financeiro do empreendimento.

Gostou de saber mais sobre gestão financeira em clínicas odontológicas? Dê o próximo passo com o seu negócio sendo franqueado de uma clínica Sorrix.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram