fbpx

NOSSO BLOG

COMO ESCOLHER UMA FRANQUIA?

Está decidido a expandir seu negócio, aumentar os lucros e empreender melhor? Sabe como escolher uma franquia? Trata-se de um mercado que oferece todo o apoio e conhecimento para quem quer investir, mas não sabe por onde começar. Com orientação, você consegue identificar que tipo de franquia se encaixa melhor no seu perfil de forma bem simples.

Nesta publicação, será apresentado o que é e como funciona o franqueamento:

Antes de entender o que é franquia, é preciso entender o conceito de Franchising, o qual se refere quando uma empresa oferece seus direitos direito de licença na utilização de sua marca para outros empresários, para que possam vender seus produtos e/ ou serviços. Essa concessão é apenas feita após pagamento de uma taxa de Franquia, que pode ser fixa ou descontada do faturamento da filial, dependendo do acordo entre Franqueador que é o detentor da marca, e Franqueado, que é quem se utiliza da licença da marca.

Já a história das franquias é bem antiga. Pesquisadores afirmam que isso existe desde a Idade Média, sendo a Igreja Católica a primeira a implementar esse modelo de franchising, claro que de forma bem diferente de hoje.

A Igreja expandiu significativamente sua rede de fiéis e aproveitou a oportunidade de rentabilizar seu “negócio” coletando impostos de senhores de terra e da elite. Assim, surgiram também novas igrejas em vilarejos e lugares diferentes, uma vez que simboliza prosperidade e riqueza,

Para facilitar o entendimento, pense na franquia com uma simples analogia, sendo uma a instituição pioneira e outra sua “gêmea”, com procedimentos comerciais e administrativos determinados pela sede.

Até agora, é possível entender o que é uma franquia e como ela funciona. Agora, vamos ver algumas dicas  que ajudam o empreendedor a facilitar esse procedimento.

  1. ANALISE SEU PERFIL

Existem vários tipos de franquias no mercado e é importante identificar seu perfil de empreendedor para saber com qual você é mais compatível. Logo, para ter uma melhor comunicação com o negócio escolha setores com os quais já trabalhou e aqueles que você minimamente entende.

Para àqueles que procuram áreas de clínicas odontológicas, recomenda-se que o gestor venha dessa área de consultórios, conhecendo o código de ética das profissões e estando preparado para lidar com profissionais e demais da área.

  1. AVALIE O MERCADO

Além de precisar ter afinidade com o setor da empresa a ser franqueada, avaliações de mercado são sempre bem-vindas na hora de bater o martelo. Pensando nisso, pesquise a demanda de serviços e produtos da sua região e como eles seriam recebidos pelo público-alvo.

Importante ressaltar a pesquisa da economia, que da preferência a franquias com operações enxutas, que dispensam um valor cansativo de investimento, seja com contratação de funcionários, aquisição de estoque ou demais operacionais.

Sendo assim, no tópico financeiro, a franquia mais adequada seria aquela que exige menos recursos imediatos e mais perspectiva de retorno sobre investimento em curto prazo.

Há muitos assuntos que precisam ser pensados, quanto de capital para investir? Que público devo buscar? Qual o melhor ponto? É comum e muito necessário ter essas perguntas na hora de empreender, e conversar com outros franqueados podem ser de grande ajuda para tirar todas as dúvidas que possam surgir e entender melhor como funciona o negócio que procura abrir.

Aprofunde melhor suas ideias para tomar uma decisão e coloque metas que deseja alcançar. Busque ampliar seus contatos, estabeleça uma boa comunicação e seja sincero com franqueados de outros setores também.

Procure saber sobre o ROI, retorno sobre investimento, que ocorre, geralmente, entre 12 a 18 meses após a instalação da franquia. Esse cálculo é feito previamente pela franqueadora, quem tem a responsabilidade legal de estimar a taxa financeira à rede de franchising.

Durante o planejamento, procure saber sobre as opções de rentabilidade que o futuro negócio pode trazer, já que a franquia é um contrato a longo prazo e com critérios claros para os dois lados.

Por isso, a cautela do empresário é necessária para que erros operacionais nãos sejam cometidos. Até mesmo um pouco pessimista na hora de projetar lucros para se precaver de futuros imprevistos na instituição.

Tenha em vista as suas possibilidades. Não adianta ter planos se não há como investir neles. Por isso, conte sempre com o capital de giro suficiente antes de abrir sua franquia. Planejamento sempre ajuda em imprevistos e possíveis erros, te preparando antecipadamente para enfrenta-los.

Da mesma forma, separe as finanças pessoais de capital da empresa. Mantendo um plano de metas objetivas a serem alcançadas em prazos determinados, você consegue expandir o negócio sem prejudicar outros investimentos.

Viu, só? Dessa forma você já tem um guia de como escolher sua franquia. Não se esqueça que para ter sucesso é preciso avaliar todos os tópicos falados (analisar o setor, identificar seu perfil empreendedor, conversar com outros empreendedores, calcular o investimento e capital)

Pensando em dar o próximo passo? Então, conte com a experiência de umas das melhores franquias de franchising, sendo reconhecido e com unidades em todo o país. Entre em contato com a Sorrix e saiba como ser bem sucedido ao gerir seu negócio odontológico!

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram