Tempo médio de leitura: 6 minutos

No embate clínica própria X franquia, qual é a melhor opção de negócio? Essa é a grande dúvida que surge entre quem pretende investir no segmento de odontologia.

Como cada um desses modelos de negócio têm características distintas, não existe uma resposta definitiva. O que você precisa é entender qual dessas alternativas é a mais adequada ao seu perfil empreendedor.

Para ajudar você a decidir se é melhor investir em uma franquia odontológica ou manter uma clínica própria, preparamos uma lista com as características desses sistemas de negócio. Veja logo abaixo!

 

Clínica própria X franquia odontológica

QUAIS OS PRÓS E CONTRAS?

 

De acordo com a pesquisa “Perfil Atual e Tendências do Cirurgião-dentista Brasileiro” , o Brasil tem o maior número de dentistas no mundo. Se por um lado essa informação indica uma alta concorrência entre os profissionais, por outro revela a existência de muitas possibilidades a serem exploradas no segmento dos serviços odontológicos.

Ainda, existem oportunidades tanto para aqueles que preferem investir em uma clínica própria quanto para os que adotam o modelo de franquia odontológica. Confira a seguir as vantagens e desvantagens de cada um.

 

Reconhecimento no mercado

 

Ao abrir uma clínica particular ou decidir se unir a um consultório, o empreendedor precisa ter em mente que será necessário muito trabalho até que o nome se estabeleça no mercado.

Um dos benefícios do sistema de franquias é a possibilidade de contar com o respaldo de uma marca já estabelecida no mercado odontológico, o que oferece uma vantagem competitiva importante para encarar a concorrência.

 

Autonomia

 

Para quem busca a autonomia na gestão, empreender com uma clínica particular pode ser a melhor alternativa. Nesse modelo de negócio, você garante o poder de decisão em todas as etapas.

No entanto, essa autonomia só se torna uma vantagem quando há um trabalho constante para aprimorar os processos gerenciais e tomar as melhores decisões.

No modelo de franquias, o empreendedor não dispõe da mesma liberdade de gestão. Por outro lado, ela oferece todo o suporte necessário no planejamento estratégico do negócio. Com isso, o empreendedor consegue dominar o gerenciamento.

 

Modelo de negócios

 

Durante a graduação, o estudante de odontologia não é preparado para o gerenciamento de uma clínica odontológica. Essa falha pode ser percebida quando o profissional precisa lidar com a rotina administrativa do negócio. Por outro lado, o empreendedor que não é ligado à área da saúde, mas decidiu investir em uma clínica, pode conhecer o lado comercial do negócio, sem entender as particularidades do segmento odontológico.

Já a franquia oferece um modelo de negócio já desenvolvido, testado, aplicado e aprimorado na prática. Afinal, ter à disposição um plano bem-sucedido dá mais segurança ao empreendedor, especialmente no início das atividades.

 

Marketing do negócio

 

Para atrair novos pacientes e fidelizar os antigos, o empreendedor precisa elaborar um plano de marketing para divulgar o negócio. Em uma clínica própria, os custos para essa divulgação costumam ser altos, sem retorno sobre o investimento.

Outra vantagem da franquia é que os custos de divulgação são compartilhados entre os franqueados. Ainda, como a marca já é conhecida no mercado, existe uma identificação imediata entre o paciente em potencial e o negócio.

 

Lucro

 

Na clínica própria, todo o rendimento obtido fica nas mãos do empreendedor. Entretanto, é importante lembrar que esse montante sofrerá descontos, como capital de giro, salários e pró-labore. Caso não haja uma boa gestão, menores serão os dividendos.

O modelo de franquia exige o pagamento de taxas, além do investimento inicial. O importante é pensar que o valor dessas despesas é pequeno se comparado aos benefícios oferecidos pela franquia odontológica.

 

Automatização dos processos

 

A clínica odontológica deve ter à disposição ferramentas que ajudem a otimizar a rotina administrativa do negócio. Para o empreendedor, em um negócio próprio, nem sempre é possível encontrar softwares de gestão voltados para o dia a dia desse segmento ou, ainda, arcar com os custos de um investimento.

Na franquia, a informatização dos processos já está incluída no modelo de negócio. O franqueado tem a seu dispor ferramentas de gestão voltadas para o mercado odontológico. Assim, é possível um melhor gerenciamento dos processos, incluindo o acompanhamento de indicadores de desempenho.

 

Negociação com fornecedores

 

Não importa o modelo de negócio. Garantir bons preços na compra dos aparelhos e suprimentos utilizados nos procedimentos odontológicos é fundamental. Além do uso de ferramentas de valores elevados, a clínica precisa se adaptar às novas tecnologias que surgem para melhorar a qualidade do atendimento.

O proprietário de uma clínica própria precisa ter em mente que negociar diretamente com os fornecedores pode não ser tão vantajoso. Por outro lado, o sistema de franquias realiza uma negociação em larga escala, o que permite que os franqueados consigam condições diferenciadas de pagamento, a custos reduzidos.

 

Possibilidade de expansão

 

Diante da dificuldade de consolidar a marca da clínica própria no mercado, a possibilidade de conquistar novos pacientes e expandir o negócio pode ser comprometida. Isso não quer dizer que não é possível crescer, mas é necessário um tempo maior para uma expansão segura.

Quem procura investir no mercado da odontologia pode se sentir mais confortável com o modelo de franquia, uma vez que o reconhecimento que a marca já tem no mercado e também o know-how necessário para a administração das clínicas, traz maiores possibilidades de crescimento.

Assim, é possível administrar mais de uma clínica em um período de tempo menor, se comparado ao negócio próprio.

 

Captação de clientes

 

Em uma clínica própria, nem sempre é possível contar com ferramentas e equipe de captação qualificada, especialmente nos anos iniciais do negócio. Isso pode ser um problema, pois os consumidores buscam praticidade no momento de agendar a consulta.

No caso do sistema de franquias, há oferta de um sistema estruturado para captar clientes em diferentes canais, o que aumenta a chance de atrair mais pacientes para a clínica.

 

Como escolher a franquia ideal?

Para quem se identifica com esse modelo de negócio, é necessário escolher uma franquia líder no segmento odontológico, não é mesmo? Com formatos para pequenas e grandes cidades, oferecendo todos os tipos de tratamentos odontológicos, é possível garantir um ótimo custo-benefício de investimento.

A boa notícia é que você não precisa ter experiência no negócio. A Sorrix oferece um modelo de sucesso e compartilha todo o know-how, de anos de experiência, no mercado odontológico.

Optar pelo negócio próprio, certamente, traz muitos desafios, exige um planejamento constante e um período de tempo maior para obter melhores resultados. Já o sistema de franquias é o caminho ideal para quem prefere contar com a expertise e o sucesso de uma marca já reconhecida, como a Sorrix.

Na comparação clínica própria X franquia, cada uma apresenta vantagens e desvantagens para o empreendedor do segmento odontológico. Portanto, conhecer essas características ajuda na decisão do modelo mais adequado a cada perfil empreendedor.

Entre em contato conosco e conheça mais sobre o modelo de franquias odontológicas da Sorrix.

VAMOS JUNTOS ALCANÇAR O SUCESSO

QUE VOCÊ MERECE?

ENTRE EM CONTATO COM UM DE NOSSOS CONSULTORES!

(12) 99165-1926

Maiores informações

www.SORRIXFRANQUIAS.com.br

 

Dúvidas? Envie um Whatsapp!

Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0